Como usar as referências externas em projetos complementares no AutoCAD

Como usar as referências externas em projetos complementares no AutoCAD

Qualquer projetista que trabalhe com projetos complementares de uma obra (como por exemplo o elétrico) deve já ter enfrentado um problema semelhante: a padronização do projeto arquitetônico. Isso ocorre porque muitas das informações que são importantes para um projeto arquitetônico não são tão essenciais assim para estes projetos complementares. Dessa forma, o projetista se vê obrigado a alterar o projeto arquitetônico para que fique em seu padrão, permitindo-o a desenhar seu projeto “por cima” desta arquitetura padronizada.

Um projeto elétrico desenhado sobre um projeto arquitetônico padronizado
Um projeto elétrico desenhado sobre um projeto arquitetônico padronizado

Ainda assim, muitos projetistas criam cópias desse projeto arquitetônico padronizado para depois executarem seus projetos separadamente, ignorando uma ferramenta do AutoCAD que remove essa necessidade: as referências externas. Utilizando ela, é possível criar um único arquivo que servirá como a arquitetura padrão de todos os seus projetos complementares, como se fosse inserido da mesma forma que um bloco.

E como isso funciona?

O processo é simples. Seguindo nosso exemplo dos projetos complementares, basta inicialmente padronizar o projeto arquitetônico da forma desejada, alterando cores, removendo ou adicionando textos e objetos, tornando o projeto arquitetônico pronto para uso. Esse arquivo deverá ser salvo, com o nome que convier, e depois o projetista deverá criar um novo arquivo no AutoCAD para elaborar o complementar (vamos supor que seja o elétrico), e nele usará o comando Xref para inserir todo o desenho do arquitetônico. Isso pode ser repetido para todos os projetos complementares que ele for fazer, não importa quantos sejam.

Inserir uma referência externa é fácil e rápido
Inserir uma referência externa é fácil e rápido

E qual a diferença de uma referência externa para um bloco?

É, principalmente, uma particularidade muito vantajosa: quando o usuário faz uma alteração no arquivo original (no nosso exemplo seria o arquitetônico padronizado), todos os projetos complementares que tiverem esse original inserido como referências externas serão alterados também. Dessa forma, se um cliente propõe uma alteração na arquitetura de uma obra, não há necessidade de fazer essa alteração separadamente em todos os arquivos dos projetos complementares – basta editar o arquivo original, que todos serão editados.

Essa vantagem também se aplica caso o usuário esteja desenvolvendo o projeto elétrico no momento da alteração do projeto original.

Inserir uma referência externa é fácil e rápido
Inserir uma referência externa é fácil e rápido

Veja um exemplo: Suponha que você esteja elaborando o projeto elétrico de uma residência, cujo projeto arquitetônico você usa como uma referência externa, e o cliente pede para que um banheiro seja um pouco maior. Mesmo com esse arquivo do projeto elétrico aberto, você pode abrir o arquivo do projeto arquitetônico, aumentar o banheiro solicitado e salvar. Retornando ao projeto elétrico, o AutoCAD abrirá uma janela informando que foram feitas alterações na referência externa, e te dará a opção de recarregar o arquivo editado. Gostou? Assista ao vídeo que explica o passo a passo para usar as referências externas.

Dicas e ferramentas como essa podem poupar muito do seu trabalho com um projeto elétrico. E se você quiser aprender mais sobre como usar o AutoCAD eficientemente para fazer um projeto elétrico, confira nosso Curso AutoCAD 2016 para Projetos Elétricos.

Published by

Comment (1)

  • meus segredos da fertilidade Reply

    Adorei seu site. Demorei para encontrar conteúdo de qualidade. Pesquisei muito até encontrar. Obrigado. Fique com Deus.

    6 Apr 2017 at 18:42

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

X