Como é feito o teste de dureza Vickers?

Como é feito o teste de dureza Vickers?

Em outros artigos tivemos a oportunidade de conhecer as características e comportamentos de dois testes de dureza, chamados de Rockwell e Brinell, cada um com sua aplicação específica.

Outro método de medição da dureza que temos é chamado de Vickers. Conheceremos seu método de leitura e interpretação quando aplicado como teste de dureza nos materiais da indústria mecânica.

Para o trabalho com o teste de dureza Vickers, devemos nos atentar em alguns dados técnicos específicos para essa medição, nesse teste sempre devemos endentar o material que estará sujeito ao teste com um endentador de diamante, na forma de uma pirâmide reta de base quadrada e um ângulo de 1360 entre as faces opostas, utilizando uma carga de 1 a 100 kgf. Deve-se aplicar a carga total durante um tempo de 10 a 15 segundos. Essas características do processo irão garantir o sucesso na medição.

imagem 1

Depois de feito a endentação é medida as duas diagonais feitas pelo diamante na peça com o auxílio de um microscópio. Depois de obtidos os valores, se calcula a média aritmética e depois disso se calcula a área da superfície inclinada da endentação.

imagem 2

A dureza Vickers é o quociente obtido dividindo a carga (em kgf) pela área da endentação.

imagem 3

Nessa equação temos que:

  • F: A carga em kgf.
  • d: A média aritmética entre as duas diagonais, d1e d2 em mm.
  • HV: A dureza Vickers.

Depois de calcular a média das diagonais da endentação, utilizamos a formula citada acima para o cálculo da dureza Vickers. O formato de representação da dureza Vickers deverá ser feita da seguinte maneira: 800 HV/10.

Interpretando de forma literária o valor acima, observamos que foi obtido um valor de dureza de 800 através do método Vickers (HV), usando uma carga de 10 kgf.

Desvantagens e vantagens da medição de dureza pelo método de Vickers

Nesse método de medição podemos dizer que, mesmo com diferentes cargas, os resultados de dureza encontrados, são praticamente iguais, em materiais uniformes, isso é uma característica ótima, pois se evita  a mudança arbitrária de escala com outros métodos de medição de dureza.

No teste de Vickers, as medidas obtidas são extremamente precisas e ainda se utiliza o mesmo endentador para qualquer tipo de metal e superfície. Este método de teste de dureza pode ser aplicado em uma grande escala de materiais, desde materiais moles até materiais mais duros, com uma ampla faixa de ajustes de cargas.

A desvantagem que temos neste teste é a máquina de medição, que possui um porte maior e é mais cara que as correspondentes para os testes Brinell e Rockwell.

Normas aplicadas no teste de dureza Vickers

  • ABNT: NBRNM188-(05/1999) Materiais metálicos – Dureza Vickers – Parte 1: Medição da dureza Vickers – Parte 2: Calibração de máquinas de medir dureza Vickers – Parte 3: Calibração de blocos padrão a serem usados na calibração de máquinas de medir dureza Vickers.
  • ASTM: C1327-03 Standard Test Method for Vickers Indentation Hardness of Advanced Ceramics.
    E92-82(2003)e2 Standard Test Method for Vickers Hardness of Metallic Materials revisão da E92-82(2003)e2 : WK7683 Standard Test Method for Vickers Hardness of Metallic Materials.
  • ISO: ISO 6507 (1997) Metallic materials – Vickers hardness test – Part 1: Test method – Part 2: Verification of testing machines – Part 3: Calibration of reference blocks.

Veja também: Conheça as características dos ensaios de dureza na área da mecânica | Como acontece o ensaio de dureza Rockwell? | Como acontece o ensaio de dureza Brinell?

Bom trabalho!

Publicado por

Rafael Mascarenhas

Projetista de ferramentas e Programador de máquinas CNC há mais de cinco anos. Ambas as funções realizadas com auxílio de softwares de CAD e CAM, tais como SolidWorks, NX, AutoCAD, SolidCAM, EdgeCAM, entre outros. Cursando ensino superior em Engenharia Mecânica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X